Procedimentos

Embolização de Miomas Uterinos

Os miomas uterinos são tumores benignos que surgem na camada muscular do útero, podem ocorrer em qualquer mulher, sendo encontrado principalmente no grupo em idade reprodutiva, são infrequentes  em adolescentes que ainda não menstruam ou em mulheres que já estejam na menopausa.  Eles são também mais comuns em mulheres com história familiar de miomas e de cor negra.

Estima-se que cerca de 40-80% das mulheres apresentarão miomas em algum momento de suas vidas, muitas delas poderão ser assintomáticas, porém outras desenvolvem sintomas que vão desde cólicas mais intensas, sangramentos menstruais abundantes e duradouros, dor pélvica crônica, aumento do volume abdominal, até casos mais graves com interferência sobre a fertilidade, podendo dificultar a possibilidade de engravidar ou mesmo interferir numa gravidez já existente, aumentando o risco de abortamento e parto prematuro, em algumas situações. Assim trata-se de uma condição que em diferentes formas de apresentação compromete a qualidade de vida da mulher.

A embolização de miomas é uma opção de tratamento para toda mulher que tenha sintomas decorrentes dos miomas, este procedimento consiste em obstruir o fluxo de sangue que segue para o útero, impedindo assim que o sangue chegue aos miomas, provocando sua involução e melhorando os sintomas a eles relacionados. Para sua execução é feito um pequeno corte (cerca de 2mm) na região da virilha, através do qual é inserido um cateter o qual segue até a artéria que nutre o útero e então são injetadas partículas que bloqueiam o fluxo sanguíneo que chegaria aos miomas.
embolização-mioma fig 2

O procedimento é realizado em ambiente hospitalar, sem necessidade de anestesia geral, permanecendo a paciente no hospital por cerca de 24 horas após o tratamento, neste período ela pode apresentar principalmente cólicas abominais. Em geral o tratamento é eficaz com apenas uma sessão de embolização, devendo ser mantido posterior acompanhamento ambulatorial.

Aspecto inicial demonstrando rica vascularização através da artéria uterina direita (imagem à esquerda) e aspecto final após embolização com redução vascular (imagem à direita).

As principais vantagens da embolização são: não haver cortes, nem pontos, de modo que não deixa cicatrizes e não compromete a estética feminina; não retirar o útero, nem fazer cortes nele, permitindo que a mulher possa engravidar depois; tratar todos os miomas de uma só vez, independente de tamanho, número ou localização deles; não impedir a realização de outros tipos de tratamento para miomas depois, se for necessário e permitir a rápida recuperação da paciente, com retorno para atividades habituais em cerca de 3 dias.

Ressonância demonstrando volumoso mioma pré-embolização e redução de tamanho 6 meses após o tratamento.
Ressonância demonstrando volumoso mioma pré-embolização e redução de tamanho 6 meses após o tratamento.