Procedimentos

Pseudoaneurisma de Artéria Femoral

Com o aumento do número de procedimentos percutâneos, através do uso de punção arterial (cateterismos, embolizações, etc), cada vez mais  associados ao uso de antiagregantes ou anticoagulantes, há um aumento do número de complicações na via de acesso, sendo uma delas os pseudoaneurismas  arteriais.

Esta complicacão se apresenta através de dor, hematoma e muitas vezes uma massa pulsátil no sítio de punção arterial, é uma complicacão que muitas vezes pode ser bastante séria, com risco de morte em caso de sua ruptura, sendo o diagnóstico precoce importante e realizado através da história, exame físico e uma ultrassonografia com Doppler da região.

Após o diagnóstico o paciente deve ser submetido brevemente ao tratamento, que varia desde o repouso com compressão local, a compressão com transdutor do ecografo, passando pela cirurgia aberta ou a injeção percutânea de trombina no interior do pseudoaneurisma, a depender da complexidade da lesão e dos recursos disponíveis.

O tratamento através da injeção de trombina é um tratamento não cirúrgico, realizado através de uma punção local com agulha fina e injeção de um volume de trombina necessário para trombose do mesmo. Este tratamento é seguro, eficaz, realizado sob anestesia local e permite que o doente retorne brevemente as suas atividades diárias.

Pseudoaneurisma no estudo Doppler colorido. Ponta da agulha posicionada dentro do pseudoaneurisma.
Pseudoaneurisma no estudo Doppler colorido.    /   Ponta da agulha posicionada dentro do pseudoaneurisma.
Controle final demonstra ausência de fluxo dentro do pseudonaneurisma, com preservação do fluxo da artéria femural.
Controle final demonstra ausência de fluxo dentro do pseudonaneurisma, com preservação do fluxo da artéria femural.